terça-feira, 16 de setembro de 2008

[ "Anti" - Campanha Eleitoral ] Mais uma perda


  • Mais uma perda

    Visitei a página virtual de "A Notícia"(www.an.com.br) e li uma triste matéria sobre o atropelamento de um ciclista no bairro Bucarein. Enquanto isso, o Ippuj faz o discurso de que a prioridade no projeto de planejamento urbano de Joinville é o transporte a pé e o de bicicleta; em segundo, o transporte coletivo e, por último, o carro. A prática da Fundação Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Joinville (Ippuj) é o contrário. Um exemplo são os corredores nas ruas São Paulo, Santa Catarina, João Colin e Blumenau, que diminuíram o tempo gasto nas viagens, reduziram os gastos das empresas, porém, não promoveram a redução na passagem. E para deixar a situação mais triste, os ciclistas passaram a sofrer com a exclusão nas ruas citadas, sem contar aquelas que não foram "beneficiadas" com o planejamento do Ippuj. Agora, resta mais uma família chorar a perda de um membro. Lamentável.

    Maikon Jean Duarte
    Joinville

  • fonte clique aqui
  • 2 comentários:

    Apatique disse...

    Falando em "anti" - assisti e adorei o filme Ana vs. Barbudos! hehe

    Ciber Social Metranka disse...

    Lamentável mesmo, o discursinho da IPPUJ é fraco, esses dias assisti uma entrevista do Vladimir (é encarregado no órgão) quando a fala é prioridades facilmente se percebe uma contradição, não tem um discurso consistente com relação à transportes não motorizados, infelizmente aqui a ordem é dar prioridades para transportes individuais motorizados e coletivo, é onde se vê quem mais beneficiou-se com os corredores, que foram os carros e as empresas de tranporte é lógico!