segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Três sugestões

O mundo virtual proporciona o contato com informações que é melhor desconsiderar, ao mesmo tempo com diversas fontes e artigos de excelente qualidade e provocativos. Aproveitando essa dimensão ampla da internet e a minha falta de paciência para pensar e escrever uma postagem mais caprichada vou fazer a indicação de dois artigos e uma matéria.

A reportagem que indico saiu no Jornal “A notícia” de hoje, na verdade é uma entrevista com o escritor uruguaio Eduardo Galeano. Segundo Emir Saber podemos considerá-lo o Bertold Brecht latino-americano. A entrevista aborda seu último lançamento, que infelizmente ainda não li. Por favor, leia a entrevista clicando aqui.

O artigo que indico é do Antonio Ozaí da Silva, que além de professor é um ativo blogueiro. No artigo em questão é apresentando um panorama da obra do professor e formidável pensador social e radical brasileiro Maurício Tragtenberg:

É uma obra que expressa um compromisso militante e uma perspectiva política crítica à sociedade capitalista e às concepções autoritárias sobre o socialismo. Escritos em linguagem simples, são textos de denúncia que estabelecem o diálogo com os operários e os excluídos do sistema de ensino formal, em especial a universidade. Representam uma contribuição importante à crítica da pedagogia burocrática e à afirmação de uma alternativa pedagógica inspirada em pensadores libertários.”

O trecho acima do Antonio Ozaí da Silva seja o suficiente para despertar sua vontade em conhecer a obra do Maurício Tragtenberg, quem sabe você poderá começar clicando aqui e lendo “A obra de Maurício Tragtenberg – in memoriam.”.

A crise econômica nos Estados Unidos da América ocupa as páginas e as preocupações dos diversos setores da sociedade brasileira. O que não faltaria são as preocupações e reflexões de militantes e pensadores voltados à base teórica marxista. Ao trazer a seguinte consideração nada melhor do que indicar o artigo do português radicado no Brasil João Bernado, que traz o artigo “Sete reflexões sobre a atual crise”. Para ler clique aqui.

Antes de você apontar o dedo e acusar de prepotente aviso que o desejo da postagem como essa é socializar informações, reflexões e análises interessantes, que comumente não é propagada nos meios tradicionais de informação.

2 comentários:

Anônimo disse...

porra existe pessoas que consideram isso prepotência?

Bruno disse...

"e os museus me aborrecem(...)"