domingo, 4 de janeiro de 2009

A população palestina

O ano novo chegou, enquanto isso o Estado de Israel insiste em assassinar o povo Palestino. A “grande mídia” daqui traz reportagens que mantém a idéia de reduzir as razões da violência israelita para o aspecto cultural, como se as diferenças religiosas fosse a força motriz dos ataques do Estado isarelense. Principalmente com a idéia injetada em nossas cabeças que um homem palestino tem no sangue e na religião a violência contra todos.


O ano é novo e os problemas dos anos anteriores ainda se fazem presentes, por conta disso quem sabe seja interessante mudar ao menos as fontes de notícias para saber sobre a violência estatal de Israel contra o povo palestino e passar entender o conflito de maneira mais ampla e com respeito aos direitos humanos.

Agência Carta Maior

Agência Brasil de Fato

Centro de Mídia Independente


Afinal, amar as pessoas é entender a população palestina como parte da humanidade.

Nenhum comentário: