segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Maradona y Manu

"Conheci Maradona em Nápoles, durante as filmagens do filme do Kusturica, quando fiz a música "La Vida Tombola". O Diego tem essa coisa que é um Deus e, ao mesmo tempo, um diabo. E ele tem um pouco dos dois. O que é certo, vivendo com ele uns dois dias, é que não é fácil ser Diego Maradona. Ele é um cara da periferia, tem os códigos da periferia qualquer lugar do mundo, que são internacionais: de irmandade e malandragem. Tenho muito respeito por ele, agora é um amigo. Também tenho respeito por ele ser um dos poucos jogadores que sempre falou a verdade. A minha música fala que os verdadeiros bandidos estão na Fifa, não nos sapatos de Diego."

Manu Chao (clique aqui e leia a entrevista completa.)

Um comentário:

Fevereiro disse...

Maradona e Manu Chao, daí é louco!