terça-feira, 23 de junho de 2009

Bilhete para o Henfil

Querido Henfil,


Escrevo o pequeno bilhete para Henfil, outro dia escrevo para os outros dois irmãos, Betinho e Francisco. Sabe, cada dia você me traz um encanto, uma inspiração.


Penso na maneira que você viveu sua história, que hoje existe nas memórias daqueles e daquelas que viveram os anos da ditadura militar ao seu lado fisicamente ou até mesmo afastado geograficamente por conta dos milicos.


Henfil...enfim... é pouco que posso fazer para preservar e discutir sua memória, mas é de coração perdido nessa cidade.


Abraço,


Maikon K


Cartas da Mãe - parte 01


Cartas da Mãe - parte 02


Cartas da Mãe - parte 03





2 comentários:

o Cheff disse...

Caramba, não sabia desse negócio de Odara e coisa e tal.
Que bom saber que um cara como o Henfil também tinha manias malucas como a gente né? Tipo olhar pros pés da mulheres.
[]s
saudades

Anônimo disse...

eu não tenho manias de olhar para os pés. eu considero o conjunto (o olhar, a esperança, o encanto, o caminhar do corpo, a fala, a prática...). quem curte um pé é o marco.
maikon k