sábado, 4 de julho de 2009

10 pensamentos no zarcão com destino o trampo

1) De manhã, cedinho ou já lá pelas nove horas da matina, evite fumar seu cigarro industrializado ou de palha. A fumaça e o cheiro irritam até mesmo um fumante.


2) Jovem estudante de escola pública: desligue o funk que toca no volume máximo do maldito aparelho de celular.


3) Trabalhador, o zarcão está lotado e você fica se roçando nas mulheres trabalhadoras ?

.

4) Motorista, seu salário é uma merda, você é ocupa várias funções, mas poderia sorrir e dizer bom dia.


5) Jovem estudante de escola particular: vestir esse uniforme não te faz o melhor na porra do zarcão lotado, “vai pra porra” (Tom Zé) com teu preconceito de classe.


6) “Ei, não sou seu irmão! Não estou lendo a bíblia e nem quero falar de Deus.”


7) O zarcão polui e nos deixa fedendo com aquela fumaça toda. Então, fique longe deles.


8) O zarcão leva trabalhador e trabalhadora de todo cheiro, sabor e aroma. Por isso, a babaca metida a madame não venha fazer cara de nojo.


9) Você não vai desligar essa porra de funk do celular ?


10) Andar de zarcão ainda é melhor do que andar num carro sozinho.

2 comentários:

coletivo contraparte disse...

hahahahahhaha
muito bom!

ah, estamos com blog!
:)

Rubens da Cunha disse...

Oi Maikon, muito bom esses pensamentos, to aqui já imaginando uma crônica com esse modelo. Bom, obrigado pelo post do trecho da minha cronica sobre a província e o seu apoio. As crônicas eu não publico no blog Casa de Paragens, ficam mesmo só no jornal e no site do jornal. O blog é mais para poemas e textos curtos, micro contos, essas coisas.

valeu, parabéns por esse teu espaço aqui, muito instrutivo eu diria :)
abraços