quarta-feira, 1 de julho de 2009

Eu tiro o chapéu sem um pingo de provincianismo

Eu também me pergunto se todos os que se manifestaram de forma indignada contra a Semana da Diversidade, sabem chegar, por exemplo, ao Parque Juquiá, ou ao Rio do Ferro? Frequentam os hospitais públicos? Têm os filhos nas escolas públicas? Andam de ônibus? Penso que se ladrassem com tanta veemência por questões, digamos, mais coletivas e menos preconceituosas, teríamos outra província. Mas estou delirando, parece-me que todos os que se manifestaram só conhecem o Centro e seu rico entorno e, obviamente, possuem, se muito, meio metro de campo de visão. Talvez seja preciso informá-los que há vida para além das visões restritas.”


Rubens da Cunha - leia aqui.



Eu tiro o chapéu para o sujeito, que a cada semana faz uma crônica da cidade, um pé na bunda de todos os bolhas conservadores e canalhas que dizem viver na cidade.

Nenhum comentário: