segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Mais ódio

Eu queria fazer uma postagem com palavras de amor, já que as últimas foram de um ódio sem tamanho. Poderia escrever sobre o fim da noite de domingo e as minhas qualidades na mesa de sinuca num bar do Bairro Floresta, mas somente fica martelando o texto que preciso decorar, onde o começo é assim: “Vil matilha de cães! Cujo mau hálito odeio como o pântano empestado, se cuja simpatia estimo tanto quanto o cadáver insepulto e podre que deixa o ar corrompido e irrespirável.


Então, Boa semana.

Um comentário:

o Cheff disse...

Bah, começou bem a semana.
Saudade dos amigos.

bjs.

Ps: Porque tanto ódio nesse coraçãozinho?