domingo, 28 de março de 2010

Um fato inesperado

Comecei a série "Arte de colocar a boca no trombone" no dia 23 de março de 2010.  É bom registrar, que nem todas as idéias são novas, a maioria já são práticas continuas dos movimentos sociais e políticos. Ao mesmo tempo, nem todas são de minha autoria, um exemplo é o tema da primeira postagem, que foi sugestão de uma companheira em luta.

O conteúdo da primeira postagem foi de marcar mensagens contra o aumento e a favor de um transporte público. Nos dias seguintes da postagem sugiram comentários, a maioria a favor. Ao mesmo tempo diferentes redes sociais divulgaram a proposta. O que não significava uma aceitação efetiva, ou seja, que a proposta seria executada. 
  
Os bilhetes, ao ficarem nas máquinas das catracas, foram recarregados e são retornados a venda. A minha suspresa foi saber que um grupo de estudantes universitários-as se reuniram e marcaram por volta de quarenta bilhetes. Hoje, nem uma semana após a postagem, um estudante comentou que comprou um bilhete, num terminal da cidade. O bilhete estava marcado com uma mensagem contra o aumento. O primeiro efeito está ocorrendo.  A mensagem está circulando. Vamos continuar a divulgar, a lutar e se organizar.
Proposta I, II, III, IV e V

Um comentário:

Filipe Ferrari disse...

Oi

Obrigado pelas palavras lá :) E não, não tem nada a ver com terça, hahaha!

Traga os filmes do Félix sim, vou copiar. Vamos marcar para semana que vem nosso café?

Em tempo: comentei no post sobre rabiscar o passe, falando sobre a questão de pichar dinheiro X pichar passe :)


Abraço!