quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

David Harvey e o direito à cidade


O direito à cidade[i] é um conceito bastante utilizado nos últimos tempos. É comum ouvir nas bocas dos gestores públicos, geralmente um discurso completamente separado da prática. Os gestores públicos deixaram de lado um outro elemento de grande importância ao direito à cidade, faço referência às pessoas que fazem a cidade no seu cotidiano: As que atravessam a cidade da zona sul ao norte para vender sua força de trabalho num chão de fábrica ou as que fazem o trajeto da zona leste a oeste na intenção de catar materiais recicláveis e, ainda, aquelas que passam o dia pelo centro, indo de uma agência de emprego a outra.


A situação de descompasso entre o discurso e a pratica em relação ao direito à cidade, cabe uma citação de David Harvey:


 “...é o direito de mudar a cidade mais de acordo com o desejo de nossos corações (...) A questão do tipo de cidade que desejamos é inseparável da questão do tipo de pessoas que desejamos nos tornar. A liberdade de fazer e refazer a nós mesmo e a nossas cidades dessa maneira é, sustento, um dos mais preciosos de todos os direitos humanos.[ii]


O fragmento de Harvey evidencia o direito à cidade como elementar o  envolvimento das pessoas, identificadas nas classes exploradas ou vitimas de exclusão no espaço urbano, não um discurso para os técnicos e os políticos profissionais. É como se ao sentarmos lado a lado das pessoas, discutindo os problemas enfrentados na cidade, buscarmos a criação de soluções, tomado para as nossas próprias mãos, fazendo um movimento político e social, diferentemente das realizações dos parlamentos e dos gabinetes. O que teremos é a feitura e re-feitura de nós mesmos, tendo o entendimento de que a mudança é obra de todos e todas que vivem nas cidades.


No momento que mais um conceito é retirado de nossas mãos, instigado pelo texto escrito por Felipe Rodrigues para sua aula e a necessidade e um melhor aproveitamento dos momentos de distrações frente ao computador  levou o surgimento da página David Harvey em Português. O espaço está destinado a publicação de artigos e entrevistas do David Harvey, resenhas dos seus livros, artigos sobre ele e reflexões produzidas tendo como referência os pensamentos e a prática de Harvey.  Caso, outras pessoas tenham interesse em contribuir, basta fazer contato. É um espaço para discussão das produções de Harvey, produção dos nossos conceitos em torno do direito à cidade e manter a conexão com as ruas, os legítimos espaços de mudança social.





[i] Vale a nota de que o conceito “Direito à cidade” é o nome de um livro de Henri Lefebvre, lançado em 1968. O autor discute o espaço urbano como “elemento central de estruturação da sociedade, e particularmente da sociedade contemporânea.”(Segundo Dr. Roberto Luis de Melo Monte-Mór.) Eu não tenho o livro, somente li superficialmente na Biblioteca da UNIVILLE, logo será produto de uma leitura real. Porém, na rápida leitura do trabalho de Lefebvre é possível perceber o livro escrito com um tremendo fôlego de dimensões históricas e sociológicas observando a cidade como um lugar de alienação, a venda da força de trabalho, o consumo e a vida cotidiana. Observando a cidade como um lugar de mudança social. 
[ii] HARVEY, David. A Liberdade da Cidade. Revista Urbânia  http://www.arte-esferapublica.org/?page_id=8

A fotografia é do Yuri. Clique aqui.